Painel Multiplex – Exames se mostram eficazes para serem incorporados ao Rol da ANS

Painel Multiplex – Exames se mostram eficazes para serem incorporados ao Rol da ANS

Encontro virtual tratou de novos exames para diagnóstico de patologias diversas

16 de setembro de 2020

Periodicamente, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) atualiza seu Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde para garantir o acesso de determinados serviços aos beneficiários dos planos de saúde. Na área de medicina diagnóstica, novos exames que se mostram relevantes para a detecção de doenças são apresentados como potenciais inclusões. Em 10 de setembro, a Sociedade Brasileira de Patologia Clínica e Medicina Laboratorial (SBPC/ML) e a Câmara Brasileira de Diagnóstico Laboratorial (CBDL), em parceria com a bioMérieux, realizaram o I Fórum de Discussão – Novo conceito sindrômico – “Painel Multiplex” e perspectivas de incorporação.

O evento online moderado por Wilson Shcolnik, presidente do Conselho de Administração da Associação Brasileira de Medicina Diagnóstica (Abramed), contou com apresentações de Álvaro Pulchinelli, diretor científico da SBPC/ML; Ivan França, chefe de departamento no AC Camargo Cancer Center; Gustavo Bruniera, médico do laboratório clínico do Hospital Israelita Albert Einstein; e Juliana Mourão, da bioMérieux, empresa especializada no desenvolvimento de soluções em diagnóstico in vitro como reagentes, equipamentos, software e serviços.

“Esse debate é de suma importância para a comunidade laboratorial pois sabemos que a ampliação da expectativa de vida, o diagnóstico precoce e a cura de muitas doenças se devem às pesquisas muitas vezes realizadas pela indústria. Não teria nenhum sentido se não tivéssemos a possibilidade de ofertar, aos nossos pacientes, o acesso a essas novas descobertas em saúde”, disse Shcolnik ao abrir a apresentação.

O debate foi focado no Painel Multiplex e no Sistema FilmArray, tecnologia exclusiva da bioMérieux capaz de detectar, em apenas uma hora, dezenas de microrganismos, vírus, bactérias, fungos e protozoários. Essas plataformas foram apresentadas como alternativas eficientes para patologias do sistema nervoso central, do sistema respiratório, e do sistema gastrointestinal, além de infecções da corrente sanguínea.

Ao longo das apresentações, os especialistas mostraram quão eficientes esses exames podem ser tanto para a qualidade de vida dos pacientes quanto para os sistemas de saúde, visto que geram economias financeiras ao permitir um diagnóstico mais rápido, preciso e, assim, reduzir as despesas com medicamentos inapropriados e até mesmo com hospitalizações.

Um dos exames apresentados ao longo do fórum diz respeito à identificação multiplex por PCR em tempo real para agentes infecciosos do sistema nervoso central como, por exemplo, meningite e encefalite, que são emergências médicas.

Segundo Pulchinelli, esses são casos em que o diagnóstico precisa ser feito com extrema rapidez, visto que o desfecho do paciente será melhor se rapidamente ele entrar na terapia adequada. Diante dessa situação, as evidências científicas mais contundentes desse exame – que engloba 25 agentes entre bactérias, vírus e até leveduras – mostram uma economia de R$ 1.210 ao usar o painel multiplex no comparativo com os exames comumente usados hoje em dia para esse diagnóstico. “Isso tudo sem levar em consideração o ganho de tempo e de efetividade do tratamento, além de outros fatores correlatos que não são monetizados nessa comparação”, esclarece o especialista.

Mas há desafios para a implementação desses exames nos planos de saúde. Para Bruniera, é preciso divulgar os benefícios dos testes inclusive entre a comunidade médica. “O que pode ser uma barreira é que muitas vezes os médicos ainda não conhecem esses testes, não tiveram a oportunidade de utilizá-los, de experimentá-los”, declarou.

Complementando esse posicionamento, Pulchinelli disse: “Temos que mostrar que o investimento nesse tipo de procedimento traz valor do ponto de vista clínico, na assistência médica, e traz retorno financeiro, auxiliando na sustentabilidade do sistema”, concluiu.

Inclusão no rol

A incorporação do painel multiplex no Rol de Procedimentos da ANS mostra-se benéfica em múltiplos aspectos. Após explicar o caminho para que essa inclusão se concretize, Shcolnik detalhou que para que sejam incorporados, os procedimentos devem ser avaliados do ponto de vista técnico, científico, fármaco e econômico.

Sobre os exames debatidos no fórum, os dossiês já foram apresentados, as defesas já foram feitas, bem como as contra argumentações por parte da ANS, e agora há uma expectativa de liberação, em meados de outubro, para consulta pública.

“A contribuição de todas as sociedades médicas, de laboratórios e de todos os nossos colegas é primordial para nos apoiar na consulta pública contando dados relevantes, compartilhando experiências, apresentando artigos para que a gente consiga agregar peso a esse processo lá na frente”, convocou o presidente da Abramed. A consulta pública estará disponível em www.ans.gov.br acessando o menu “participação da sociedade”.

Associe-se Abramed

Assine nossa Newsletter

5 FILIS Adiamento Comunicado Corona Virus Abramed Home Office