Entre mudanças e adaptações, tecnologia em saúde encontra espaço para crescer na crise

Entre mudanças e adaptações, tecnologia em saúde encontra espaço para crescer na crise

Confira a entrevista com Luciano Chieco, diretor de TI da Aspect Mídia, sobre os impactos da pandemia no segmento

24 de setembro de 2020

Adaptar-se é necessário. Principalmente em épocas de crise como a que vivemos agora, sob a pandemia de COVID-19. Nessa entrevista exclusiva para o Abramed em Foco, Luciano Chieco, diretor de TI da Aspect Mídia, desenvolvedora de tecnologias, soluções e sistemas, fala sobre suas percepções diante do novo coronavírus e reforça que a adaptação se faz sempre necessária para a sobrevivência e o desenvolvimento dos negócios.

Atuando fortemente na área da saúde durante os últimos meses, inclusive presencialmente para sanar necessidades de seus clientes, a Aspect Mídia assistiu a mudanças em seu ambiente de negócios. Internamente, investiu em estrutura física, capacitação da força de trabalho e adaptação de portfólio. Externamente, acompanhou parceiros e fornecedores diversificando suas atividades. Com boas perspectivas para o primeiro semestre de 2021, Chieco também fala sobre alterações culturais como a adesão à telemedicina e ao home office.

Confira a entrevista completa.

Abramed em foco – Hoje, quais os grandes desafios que vocês enxergam ao atuar na área da saúde?

Luciano Chieco – Um grande desafio é manter soluções de vanguarda e de alta tecnologia no SICS (Sistema Inteligente de Chamada de Senha), que é o nosso produto para gestão de atendimento em hospitais, clínicas e laboratórios, com investimentos constantes e de retornos nem sempre palpáveis em P&D (Pesquisa e Desenvolvimento), porém cuidando para controlar e otimizar os custos de tais soluções. Manter nossa posição no mercado e buscar expandi-la, sempre fazendo mais por menos. Outro desafio é a gestão dos recursos humanos, tentando controlar o turn over, desenvolvendo e retendo talentos e mantendo o time motivado e produtivo mesmo em situações adversas, como o atendimento nesta época de pandemia, que naturalmente traz insegurança e incerteza a todos.

Abramed em foco – Como parceira, o que a Aspect Mídia espera da Abramed para auxiliar a vencer esses desafios?

Luciano Chieco – Esperamos, como parceiros da Abramed, seguirmos alinhados com as expectativas e demandas do mercado de medicina diagnóstica, do qual somos fornecedores com o SICS há 25 anos. Esta parceria reflete o compromisso da Aspect com este setor, sempre atenta ao que está em andamento e à evolução nos centros de excelência que são os associados da Abramed. Esperamos que a Abramed siga nos proporcionando um posicionamento premium junto a seus associados.

Abramed em foco – Como ficaram os negócios em saúde da Aspect Mídia durante a pandemia?

Luciano Chieco – Como parte da cadeia produtiva de serviços essenciais, não paramos um só dia e seguimos atendendo nossos clientes normalmente, não em home office e sim presencialmente em campo, às vezes nas mais adversas situações. Alguns negócios sofreram interrupções e queda na demanda. Outros, entretanto, tiveram aumento de demanda, com atuações da Aspect Mídia na implantação de gripários e covidários, estruturas de atendimento temporárias e permanentes para enfrentamento da pandemia.

Abramed em foco – Vocês investiram em adaptação das atuais soluções? Ou mesmo na criação de novos produtos?

Luciano Chieco – Investimos e nos adaptamos fazendo alterações em nossa estrutura física e na capacitação do time em relação aos protocolos vigentes para prevenção e manejo do contágio no ambiente profissional e em casa, com cada família. Adaptamos também alguns produtos e sistemas, como por exemplo a inclusão de dispenser automático de álcool gel em nossos totens de autoatendimento.

Abramed em foco – E como ficou a relação com os fornecedores?

Luciano Chieco – Tivemos consultas e ofertas de fornecedores habituais e de novos para incluirmos em nossa linha de produtos alguns itens que estavam em pico de demanda, como EPIs (máscaras, toucas, aventais e propés), totens de aferição de temperatura e totens mecânicos de álcool gel. Às vezes estas ofertas chegaram de forma bastante inusitada, como por exemplo um fornecedor nosso de mecânica de precisão que passou a nos oferecer máscaras de proteção após ter adaptado sua linha de produção para este novo item. Houve também um fabricante de biquínis que nos procurou e nos trouxe boa oferta de EPIs que poderíamos distribuir para hospitais e laboratórios que já são nossos clientes. Escutamos todas estas ofertas e optamos por não ampliar nossa linha com tal diversificação, especialmente acreditando que o pico de demanda logo se acomodaria com a entrada de diversos fornecedores para estes produtos, o que poderia levar a margens muito pequenas. Optamos sim por seguir focados nos produtos e soluções em que somos especialistas, aprimorando ainda mais o SICS e outras soluções que já temos e para as quais temos total domínio. Acreditamos ter sido uma decisão acertada e seguimos firmes em nossos propósitos, produtos e soluções.

Abramed em foco – E o que esperam para o segundo semestre? Mudaram a estratégia de negócios por conta da crise?

Luciano Chieco – Esperamos que o mercado como um todo se reaqueça. Historicamente, os segundos semestres são mais volumosos, em termos de negócios, do que os primeiros. Porém, estamos passando por um ano mundialmente atípico e acreditamos que os investimentos retornem com mais força a partir do primeiro semestre de 2021. Já sentimos uma certa movimentação do mercado no sentido de retomada do crescimento e de investimentos, porém ainda nos traz preocupação o universo de pessoas que perderam seus empregos e seus negócios, o que pode se refletir em queda da demanda no setor de saúde privada, com a diminuição dos que são atendidos por convênio ou seguro saúde de seus empregadores. Seguimos fazendo nossa parte, atentos também ao cenário político que se desdobrará das eleições municipais deste ano. Temos linhas de produtos que não se aplicam ao setor de saúde, nos quais houve bastante retração e onde já observamos leve melhoria, incluindo a retomada do que ficou represado.

Abramed em foco – Acha que a pandemia deixa um legado para o setor de saúde no Brasil? Quais os aprendizados?

Luciano Chieco – A pandemia deixa um legado a todos. Lições aprendidas de solidariedade, novas formas de trabalhar, novas formas de renda em substituição ao que era certo e, de repente, se perdeu. Novas formas de se relacionar no trabalho, na família e entre amigos. Algumas ideias que se apresentavam como tendências mas com muita incerteza e dúvidas sobre sua efetividade e receptividade, como o home office de forma ampla, a telemedicina, reuniões de trabalho virtuais e online e o home school, tiveram de ser postas em prática e implementadas às pressas, passando por cima de preconceitos e quebrando paradigmas em tempo recorde.

Abramed em foco – Foi a emergência que instalou essas novas realidades como a telemedicina e o home office?

Luciano Chieco – Se a telemedicina se desenhava como uma opção para o futuro, acreditada por alguns e duvidada por outros, de forma repentina tornou-se, muitas vezes, a única opção de atendimento clínico. Consolidou-se, mostrando seus prós e contras. Softwares, processos e procedimentos foram criados para viabilizá-la e seguem sendo aprimorados constantemente e com grande velocidade. Home office é outro exemplo idêntico, também colocado em prática às pressas no setor de saúde e que, entre dúvidas e certezas, acertos e erros, melhorias de processos e de sistemas, tem mostrado seu valor e certamente seguirá como legado, balanceado em modelo híbrido com o trabalho presencial e de reuniões tradicionais, que mantenham o relacionamento interpessoal seguro e saudável, quando a pandemia se for.

Abramed em foco – A Abramed acaba de completar 10 anos de atuação no segmento de medicina diagnóstica. Qual mensagem você deixa para a instituição?

Luciano Chieco – Que venham mais 10 e mais 10 e mais 10 deste trabalho tão importante, executado de forma brilhante por todos os que já passaram e que continuam na Abramed ao longo desta década! Parabéns! O setor de Medicina Diagnóstica, unido pela Abramed, é mais forte e trilha de forma ordenada seu melhor caminho! Esta união e uniformidade certamente se traduzem em benefício para quem é o foco de tudo isso: os clientes finais, cidadãos do nosso país. É uma honra e um prazer contribuirmos juntos e diariamente para a saúde do Brasil, setor unanimemente tão carente. Contem conosco nos desafios presentes e futuros!

Associe-se Abramed

Assine nossa Newsletter

5 FILIS Adiamento Comunicado Corona Virus Abramed Home Office