Abramed apresenta desafios da medicina diagnóstica em ciclo de palestras do A.C. Camargo

Abramed apresenta desafios da medicina diagnóstica em ciclo de palestras do A.C. Camargo

Encontro virtual expôs panorama do mercado, identificou tendências e compartilhou dados relevantes do setor

20 de outubro de 2020

Com participação de Wilson Shcolnik e Priscilla Franklim Martins, respectivamente presidente do Conselho de Administração e diretora-executiva da Associação Brasileira de Medicina Diagnóstica (Abramed), episódio do Ciclo de Palestras promovido pelo A.C. Camargo Cancer Center, em 16 de outubro, traçou um panorama do mercado de diagnóstico na saúde suplementar brasileira, elencando os principais desafios e tendências do setor.

O encontro foi moderado por dois executivos do A.C. Camargo: Marcos Cunha, diretor de negócios, e Edson Costa, supervisor de estratégia e inteligência. Quem participou teve acesso a um compilado de dados relevantes que traduzem o atual cenário do país.

“Vivemos um momento de incerteza devido à instabilidade econômica visto que a maior parte dos beneficiários dependem de seus empregos para terem acesso a convênios e à rede da saúde suplementar”, comentou Shcolnik ao dizer que a perspectiva dos economistas, hoje, é positiva e indica crescimento de muitos setores.

O executivo mencionou quais tem sido os principais pleitos do setor, enfatizando o impacto da Reforma Tributária. “Apoiamos a reforma que é muito importante para o país, mas temos preocupações com relação ao aumento da carga de impostos em toda a cadeia de saúde. Por isso nossa luta é pela neutralidade e, via Abramed, estamos em contato direto com o Governo para expor quais serão esses impactos”, declarou.

Shcolnik também mencionou o ambiente regulatório. Citou questões relativas às consultas públicas 911 e 912 que estão em andamento pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e preocupam os especialistas por permitir que exames sejam realizados fora dos ambientes altamente controlados dos laboratórios, expondo os pacientes à riscos de segurança; a revisão da RDC 50, que trata da infraestrutura e de projetos para serviços em saúde; e sobre a RDC 330 que, publicada em 2019 e com vigência prevista para início em dezembro, trata da infraestrutura e do funcionamento de clínicas de diagnóstico por imagem. “Quanto à RDC 330 solicitamos adiamento à Anvisa pois muitas clínicas e hospitais precisam de mais tempo para se adequar”, explicou.

Outro ponto que foi amplamente debatido durante a palestra diz respeito à incorporação de novos exames no Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) que, inclusive, está com consulta pública aberta. “Precisamos sempre continuar estudando esses impactos para que novos recursos sejam trazidos para o sistema de saúde nacional. Esse é um desafio permanente, pois as inovações não param, são incessantes, e temos de colocá-las à disposição do público”, esclareceu.

União e compartilhamento

O A.C. Camargo Cancer Center detém muito conhecimento em oncologia e entende que é possível compartilhar esse conhecimento a fim de tornar tanto o acesso ao diagnóstico quanto aos tratamentos mais fáceis pelo país. Para Cunha, as oportunidades são inúmeras. “Temos um serviço B2B para prover exames específicos e, como fazemos muita pesquisa, às vezes temos alguns painéis que ainda não estão no mercado”, disse sobre dividir essa expertise com outros hospitais e laboratórios.

Para Priscilla, o caminho é benéfico: “Existem enormes oportunidades tanto assistenciais quanto de geração de negócios para o hospital. No Brasil, que tem dimensões continentais, há muitos vazios assistenciais que precisam ser encarados de forma mais pragmática. Pensar em parcerias como forma de suprir essas carências é trazer um olhar interessante ao cenário”.

Painel Abramed

Shcolnik também aproveitou a oportunidade para falar sobre a terceira edição do Painel Abramed – O DNA do Diagnóstico. O relatório, que está em fase final de consolidação e deve ser lançado no próximo mês, traz este ano um capítulo inteiro dedicado ao tema COVID-19, e informações detalhadas sobre o mercado de medicina diagnóstica, abordando desde o número de exames complementares realizados no país; distribuição de profissionais do setor no território nacional; detalhes sobre o mercado de trabalho; número de resultados de exames acessados pela Internet; e mais detalhes sobre o comportamento do paciente no ramo da medicina diagnóstica.

Associe-se Abramed

Assine nossa Newsletter

5 FILIS Adiamento Abramed Home Office