Painel Abramed – Três anos compartilhando informações estratégicas com o mercado

Painel Abramed – Três anos compartilhando informações estratégicas com o mercado

Relatório publicado anualmente compila dados do setor e informações das associadas; edição 2020 lançada em novembro traz seção exclusiva sobre a COVID-19

8 de dezembro de 2020

Há três anos a Associação Brasileira de Medicina Diagnóstica (Abramed) revolucionou o mercado ao compilar, pela primeira vez em um documento único, indicadores setoriais que balizam a percepção acerca do desenvolvimento do diagnóstico no Brasil. O Painel Abramed – O DNA do Diagnóstico de 2018 foi amplamente divulgado e abasteceu a mídia com dados populacionais e econômicos; informações sobre a inversão da pirâmide etária no país e o impacto do envelhecimento no setor; e as inovações tecnológicas que comandavam as principais tendências do momento.

Além de reunir informações de bancos já consolidados como os da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do próprio Ministério da Saúde, a publicação conta com dados das empresas associadas que, hoje, são responsáveis por cerca de 60% dos exames realizados na rede suplementar nacional, uma representatividade alta e relevante.

“Me lembro como o processo de consolidação desses dados exigiu a construção de laços de confiança entre as empresas que, apesar de concorrentes, se beneficiavam com o compartilhamento dessas informações”, diz Fernando Lopes Alberto que hoje é vice-presidente do Conselho de Administração do Fleury e, na ocasião do lançamento do relatório de 2018, integrava o Conselho de Administração da Abramed e teve participação ativa na elaboração do material. “Foi um processo longo, mas muito gratificante. Um marco para a nossa história”, completa.

Evolução reconhecida

O Painel Abramed soma melhorias a cada ano, cumprindo o que profetizou Claudia Cohn, que presidia o Conselho de Administração da Abramed, durante evento para lançamento da primeira edição: “a evolução do nosso painel será contínua”.

O relatório de 2018 ganhou ampla repercussão pelo ineditismo. Em 2019, já contando com a expertise de Álvaro Almeida, economista e analista de inteligência que passou a integrar o time da Associação, o painel apresentou dados que ajudaram a desvendar entraves do diagnóstico no país, entre eles a informação de que somente um em cada cinco municípios brasileiros tem equipamentos de mamografia, o que configura um vazio assistencial para a detecção do câncer de mama, uma das doenças que mais mata mulheres no mundo.

A edição de 2020, lançada em novembro, inovou ao trazer uma seção exclusiva sobre a pandemia de COVID-19 elencando informações sobre o perfil epidemiológico da doença, o diagnóstico, o tratamento e o impacto da crise no setor. Entre os dados apresentados que já ganharam repercussão na grande mídia, estão o fato de que as empresas associadas realizaram, de março a outubro, mais de 6 milhões de testes entre RT-PCR, padrão ouro para diagnóstico da infecção, e sorológicos. Esse montante representa 41% de todos os testes feitos em território nacional.

“Estou muito feliz por testemunhar o nascimento da terceira edição do Painel Abramed não somente pelo seu conteúdo, que está excelente e representa uma fonte completa e confiável do setor de medicina diagnóstica no Brasil, mas por saber que o documento é resultado do esforço e da competência de toda uma cadeia focada em seu desenvolvimento e, também, nos benefícios para o paciente. O Painel Abramed é uma expressão dos nossos valores”, relata Alberto.

Processo construtivo

A elaboração do painel leva, em média, sete meses e envolve diversas atividades de planejamento e execução com atuação multiprofissional. “No último ano criamos o Comitê de Dados Setoriais, uma iniciativa que visa aproximar ainda mais as associadas no processo de desenvolvimento do relatório, visto que essas empresas são essenciais para que os indicadores setoriais possam ser apresentados”, explica Almeida.

Apontada como extremamente importante pelo executivo, a segurança das informações compartilhadas pelas associadas é prioridade. “O processo de coleta é criptografado e os dados são armazenados no exterior em um ambiente cloud robusto. Todos os dados recebem tratamento confidencial e isso é garantido por meio de um termo de confidencialidade assinado pela área de inteligência setorial da Associação”, explica o especialista. As informações são analisadas de forma agrupada e utilizadas exclusivamente para composição do relatório.

Todas as edições do Painel Abramed possuem as versões português, inglês e espanhol e podem ser acessadas no portal www.abramed.org.br clicando na aba “publicações”.

#especial10anos

Associe-se Abramed

Assine nossa Newsletter

Abramed Home Office