Diretora-executiva da Abramed concede entrevista ao Jornal Nacional sobre percentual preocupante de amostras descartadas de exames de Covid-19

Diretora-executiva da Abramed concede entrevista ao Jornal Nacional sobre percentual preocupante de amostras descartadas de exames de Covid-19

28 de Abril de 2020

A diretora-executiva da Abramed, Priscilla Franklim Martins, falou ao Jornal Nacional nessa segunda-feira (27/04) sobre o percentual preocupante de amostras descartadas de exames de Covid-19 devido a erros de armazenamento e transporte.

“Nessa testagem, principalmente em um período de pandemia, onde existe uma crise grande de fornecimento de insumos, é muito importante que a gente siga práticas muito estritas de manipulação e testagem para que a gente reduza ao máximo o número de amostras descartadas nesse processo”, disse Priscilla ao telejornal.

Segundo a reportagem, profissionais de saúde identificaram erros no armazenamento e no transporte das amostras em São Paulo, que devem seguir critérios determinados por normas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e do governo do Estado. As amostras, por exemplo, devem ser armazenadas a uma temperatura de 2 a 8 graus por até 72 horas. Se não for possível entregar o material em laboratório nesse período, ela deve ser congelada em freezer a -70º C.

Assista a reportagem completa: https://globoplay.globo.com/v/8513925/

Associe-se Abramed

Assine nossa Newsletter

    6° FILIS – Inscrições Abertas! Guia LGPD