Abramed fala ao Estadão sobre os prejuízos causados pela não realização de exames durante a pandemia

Abramed fala ao Estadão sobre os prejuízos causados pela não realização de exames durante a pandemia

No dia 7 de abril, o jornal O Estado de S. Paulo publicou um encarte especial patrocinado em homenagem ao Dia Mundial da Saúde e a Abramed foi consultada para a matéria intitulada “Diagnóstico precoce é chave para longevidade”.

A reportagem traz luz à um tema que vem sendo amplamente debatido pelo setor de saúde no Brasil e que é, inclusive, um dos pleitos da Abramed: com a pandemia de COVID-19 e o afastamento dos pacientes das consultas e exames, muitas especialidades vêm sendo negligenciadas, o que causa uma enorme preocupação pois toda demora para diagnóstico de doenças impacta negativamente no prognóstico.

Após reforçar a importância do checkup anual e enfatizar que os brasileiros não podem postergar seus cuidados com saúde até que a pandemia acabe, o texto traz dados sobre a queda na realização das mamografias no primeiro semestre de 2020, logo que a COVID-19 chegou ao país.

Para embasar o discurso, Wilson Shcolnik, presidente do Conselho de Administração da Abramed, foi ouvido. “O principal receio é recebermos pacientes no futuro com um grau maior de complicação de suas doenças, de modo que isso dificulta o tratamento e muitas vezes impede a utilização de recursos mais simples e menos onerosos”, declarou.

Para encerrar, a matéria traz detalhes e ensina os pacientes sobre quando não se deve esperar para procurar o médico e fala, também, sobre saúde mental.

Confira a matéria na íntegra: https://saude.estadao.com.br/noticias/geral,diagnostico-precoce-e-chave-para-a-longevidade,70003672492

Associe-se Abramed

Assine nossa Newsletter

    6° FILIS – Inscrições Abertas! Guia LGPD