Com patrocínio da Abramed, FIS debate os desafios da saúde

Com patrocínio da Abramed, FIS debate os desafios da saúde

Organizado pelo CBEXs, evento recebeu palestrantes nacionais e internacionais dia 12 de novembro no Rio de Janeiro

13 de Novembro de 2018

A segunda edição do Fórum Inovação Saúde (FIS) reuniu cerca de 400 profissionais com perfil de liderança e alto poder de decisão no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro (RJ), para debater “O diálogo na Saúde – Dilemas, Paradoxos e Desafios”. Organizado pelo Colégio Brasileiro de Executivos da Saúde (CBEXs), o encontro foi realizado dia 12 de novembro e contou com a presença de Cláudia Cohn e Priscilla Franklim Martins, respectivamente presidente do conselho e diretora-executiva da Abramed, que patrocina o evento.

“O FIS promoveu um excelente diálogo entre importantes lideranças da saúde. Com um olhar dedicado à inovação, elencou os principais caminhos para o desenvolvimento do nosso setor apresentando, inclusive, experiências europeias de sucesso. E é por isso que a Abramed, como parceira do CBEXs e do fórum, parabeniza a organização do evento e espera ansiosamente a realização da terceira edição em 2019”, comenta Priscilla a respeito do encontro que promoveu mais de 10 horas de conteúdo apresentado por 30 palestrantes, debatedores e comentaristas nacionais e internacionais.

Comandada por Francisco Balestrin, presidente do International Hospital Federation (IHF) e presidente do Conselho de Administração do CBEXs, a solenidade de abertura também recebeu o presidente do fórum, Josier Vilar. Ao longo do dia foram destacados alguns dos principais temas que impactam diretamente os sistemas de saúde do país.

A primeira apresentação, ainda pela manhã, recebeu Marco Lucchesi, presidente da Academia Brasileira de Letras, e a professora do Coppead UFRJ, Heloisa Leite, para debater “Uma ética permanente para o diálogo”, apresentação que reforçou a importância da troca de informações de forma ética dentro do setor de saúde. Na sequência, o fórum abriu espaço para o debate “O complexo econômico-industrial da saúde – Uma oportunidade para o Rio de Janeiro, um desafio nacional”. A temática reuniu Carlos Gadelha, pesquisador da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e o embaixador Eduardo Prisco, chefe do Itamaraty-RJ.

Também foi realizado o painel “É possível existir um sistema de saúde sustentável?”, apresentado por Ligia Bahia, professora do IESC, da UFRJ; e Januário Mantone, sócio da Monitor Saúde; com moderação de Gonzalo Vecina, ex-presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e Ary Ribeiro, vice-presidente da Associação Nacional dos Hospitais Privados (Anahp).

Inovação em saúde – A segunda edição do FIS promoveu um talk-show com grandes nomes do setor de saúde brasileiro para debater inovação. Na ocasião, participaram Sidney Klajner, presidente do Hospital Israelita Albert Einstein; Patrícia Ellen, presidente da Optum; Jorge Matos, presidente do ETALENT; e Renata Aranha, cofundadora da Entropia.

O encontro apresentou ideias sobre como humanizar a saúde por meio da tecnologia e garantir um bom retorno sobre a experiência de quem utiliza os sistemas, além de abordar as novas tecnologias que estão sendo desenvolvidas a fim de otimizar todos os processos da cadeia. Após a apresentação dos quatro convidados foi realizado um debate moderado por Alfredo Cardoso, diretor executivo da Gama Saúde, e Martha Oliveira, CEO da Anahp.

Conferências do FIS – O período da tarde da segunda edição do Fórum Inovação Saúde foi dedicado a quatro conferências. A primeira delas, intitulada “Como chegamos até aqui: os caminhos, as conquistas e as dificuldades do sistema de saúde brasileiro”, recebeu Luiz Antonio Santini, consultor internacional de políticas de câncer; e Remilson Rehem, presidente do Instituto Brasileiro das Organizações Sociais de Saúde (Ibross), para discussão sobre os dilemas da saúde atual.

Internacionalizando a programação, o fórum recebeu Oscar Gaspar, presidente executivo da Associação Portuguesa dos Hospitais Privados; e Josier Vilar, presidente do IBKL e sócio diretor da Pronep para debater “A experiência do relacionamento público-privado no sistema de saúde português”. Na sequência, os participantes ouviram Manel Jovells Cases, diretor geral da Fundação Althaia e ex-presidente da União Catalã de Hospitais; Solange Beatriz, presidente da Federação Nacional de Saúde Suplementar (Fenasaúde); e José Ricardo Agliardi Silveira, diretor do Grupo Hospitalar Conceição, abordando a institucionalização da qualidade da saúde catalã na conferência “A experiência da Catalunha na Gestão da Saúde”.

Encerrando o rol de conferências, o encontro tratou da “Importância da construção de uma relação de confiança entre o público e o privado – Um desafio de todos nós”. Na ocasião subiram ao palco Claudio Lottenberg, presidente do UnitedHealth Group Brasil, e Francisco Balestrin. A segunda edição do FIS ainda realizou o Prêmio Edson de Godoy Bueno de Inovação – Desafio das Startups para premiar iniciativas inovadoras da saúde.

Associe-se Abramed

Assine nossa Newsletter

    6° FILIS – Inscrições Abertas! Guia LGPD

    Veja também