Por que Abramed? – Lídia Abdalla enfatiza representatividade da Abramed no setor de diagnóstico

Por que Abramed? – Lídia Abdalla enfatiza representatividade da Abramed no setor de diagnóstico

Confira a entrevista com a executiva que atua como CEO do Grupo Sabin e é membro do conselho deliberativo da Associação

Setembro de 2018

Bioquímica mineira formada pela Universidade Federal de Ouro Preto, Lídia Abdalla preside o Grupo Sabin e, junto a outros grandes líderes da saúde brasileira, foi uma das responsáveis pela consolidação da Abramed como entidade associativa. Membro do conselho deliberativo da Associação, ela, que é mestre em Ciências da Saúde, fala sobre a responsabilidade da Abramed no desenvolvimento da medicina diagnóstica e enfatiza a importância da diversidade para transformar todos os pleitos do setor em vitórias.

Abramed em Foco: Por que o setor sentiu necessidade de se unir?

Lídia Abdalla: A grande motivação veio da percepção de que o setor tinha muitos desafios. Notamos que por mais que uma empresa pudesse buscar soluções sozinha, a união de empresas de diferentes portes, características e ideias nos daria muito mais clareza sobre o que era relevante para o setor como um todo. Em um grupo de líderes que já integravam o cenário de saúde e medicina diagnóstica no Brasil, conseguimos entender que as conversas e discussões são sempre importantes para traçar o melhor caminho para o nosso próprio desenvolvimento.

Abramed em Foco: Como enxerga, hoje, a Abramed e sua importância no setor?

Lídia Abdalla: A Abramed se tornou, mesmo em pouco tempo, uma entidade muito representativa para a conquista de um setor de medicina diagnóstica mais forte. Compilando mais de 50% do volume de exames realizados no Brasil, acumula histórias positivas sobre a união de empresas que entenderam que trabalhar para melhorar a assistência ao paciente estava acima de tudo, inclusive da concorrência. Vemos muitas realizações e conquistas, mas sabemos que ainda temos muito a realizar. Posso dizer que a Abramed é um pré-adolescente com a robustez de um adulto.

Abramed em Foco: Em quase uma década de atuação, consegue apontar quais foram as principais vitórias da Abramed?

Lídia Abdalla: Foram várias conquistas, principalmente na interlocução com órgãos reguladores como a Anvisa, a Vigilância Sanitária e a ANS. Isso sem falar na proximidade com conselhos de classe como, por exemplo, o CFM. Conseguimos abrir esse caminho transparente e importante, nos apresentando como representantes do setor e – mais importante – sendo ouvidos. Essa é a grande conquista da Abramed nesses anos. Ter voz dentro do setor de medicina diagnóstica para abordar todas as questões que nos afetam diretamente. Temos participado de decisões importantes e somos sempre muito bem recebidos por todos.

Abramed em Foco: Quais são, hoje, os maiores desafios que a Abramed enfrenta para melhorar o desempenho das empresas brasileiras de medicina diagnóstica?

Lídia Abdalla: O grande desafio é conseguir fortalecer cada vez mais essa relação de transparência com todos os atores da saúde, que é um dos setores com maior impacto na vida da população. Dentro desse cenário, nosso segmento tem papel fundamental, visto que mais de 70% das decisões clínicas brasileiras passam pela medicina diagnóstica. Acredito que um dos grandes desafios da Associação é ampliar a representatividade aumentando a diversidade. Hoje temos todos os grandes grupos como associados, mas o futuro da Abramed é buscar cada vez mais novos parceiros para expandir a representação de diferentes regiões do Brasil. Somente assim conseguiremos uma reunião real do que é o nosso setor de saúde.

Abramed em Foco: O que o Grupo Sabin espera da Abramed?

Lídia Abdalla: O Sabin é, hoje, uma empresa nacional presente em várias regiões do Brasil, país continental com inúmeras diferenças e desigualdades. Para nós, ter o suporte da Abramed é importante para compartilharmos o que encontramos pelo caminho, principalmente nesse momento de expansão geográfica acelerada que o grupo vivencia e, durante o qual, nos deparamos com desafios regulatórios. Acredito que a Associação oferta não só apoio, mas segurança por representar, de forma assertiva e transparente, tudo o que o setor de medicina diagnóstica precisa para melhorar a assistência ao paciente.

Abramed em Foco: Por que as empresas do setor devem se associar à Abramed?

Lídia Abdalla: A associada ganha, acima de tudo, pelas experiências compartilhadas, além de contribuir com o fortalecimento do setor e estar próximo às decisões que são tomadas pelos órgãos regulatórios e entidades que definem as regras que regem o presente – e desenham o futuro – da medicina diagnóstica brasileira. É muito proveitoso poder acompanhar todo o movimento da saúde, adquirindo conhecimento e vendo mais de perto todos os desafios que são enfrentados. A Abramed está sendo ouvida e trabalha para mostrar a qualidade dos serviços que são prestados enfatizando, sempre, a importância do investimento em qualificação e excelência para um bom atendimento aos cidadãos brasileiros.

Abramed em Foco: Então a Abramed está aberta a todos os serviços, independentemente de seu porte ou região?

Lídia Abdalla: Com certeza. O que a Abramed vem discutindo ao longo dos anos diz respeito tanto aos grandes grupos quanto aos serviços menores que são oferecidos pelo vasto território brasileiro. O Sabin, por exemplo, é um grupo grande, mas por atuar em várias localizações do país, enfrenta também os desafios dos laboratórios menores. E a Abramed tem contribuído grandiosamente para nossa atuação nessas instalações mais distantes. A Associação tem grande relevância tanto para os serviços maiores quanto para os menores. Já vimos casos em que uma situação ocorrida em uma região interiorana acaba transportada e replicada em outras localizações.

Tendo uma visão de negócios, contar com uma associação que além de representar a atual situação do setor, está atenta ao futuro é o que garante a sustentabilidade e a entrega de valor e qualidade ao paciente. Investimos, inclusive, em uma redução de valores para facilitar o acesso dos serviços menores. Hoje, é importante reforçar, qualquer serviço que atenda aos critérios de qualidade impostos, pode se associar e terá um valor de mensalidade condizente com o seu faturamento. Porém, o peso do voto é igual para todos. Isso é o que a Abramed faz para investir na diversidade e representar, de forma real e transparente, todos os serviços de medicina diagnóstica do Brasil.

Associe-se Abramed

Assine nossa Newsletter

    6° FILIS – Inscrições Abertas! Guia LGPD