Com segurança e controle, Abramed transforma dados em informações setoriais

Com segurança e controle, Abramed transforma dados em informações setoriais

Comitê de Dados Setoriais trabalha continuamente na gestão de indicadores para traçar uma visão do setor de medicina diagnóstica

11 de agosto de 2021

A construção de um panorama setorial é de fundamental importância para que todas as empresas envolvidas naquela cadeia de produtos e serviços possam desenvolver suas estratégias com base em informações fidedignas e que reflitam detalhadamente o comportamento e as tendências do mercado.

Na Associação Brasileira de Medicina Diagnóstica (Abramed), o Comitê de Dados setoriais atua no desenvolvimento e aprimoramento dos principais indicadores setoriais das empresas associadas; e o Painel Abramed – O DNA do Diagnóstico consolida e apresenta o conjunto dessas informações, reunindo detalhes sobre as principais instituições que atuam na oferta de serviços do segmento no país.

O trabalho, além de contínuo, é composto por muitas etapas para que as informações dos associados sejam mantidas em segurança. “Todas as informações recebem tratamento confidencial e são sempre divulgadas de forma consolidada, preservando a anonimização dos dados. Esse processo é garantido por meio do termo de confidencialidade (NDA), assinado pela nossa área de inteligência”, explica Álvaro Almeida, economista e analista de inteligência da Associação, que reforça que o processo é todo estruturado segundo os princípios da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

Ao mesmo tempo em que coleta e trata os dados compartilhados pelos associados, que, hoje, são responsáveis por cerca de 60% dos exames realizados na saúde suplementar, a área de inteligência setorial atua na obtenção de informações em bancos de dados já consolidados como os da Organização Mundial da Saúde (OMS), do Ministério da Saúde, da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), entre outros, com objetivo de apresentar evidências robustas do impacto da medicina diagnóstica no setor de saúde e na economia do país.

Com todas essas informações em mãos, é possível fazer uma avaliação abrangente do setor, o que leva ao lançamento anual do Painel Abramed – O DNA do Diagnóstico. “A elaboração do Painel leva, em média, seis meses e envolve diversas atividades de planejamento e execução com atuação multiprofissional”, pontua Almeida. O especialista ainda relata que a criação do Comitê de Dados Setoriais contribuiu para aproximar ainda mais as empresas associadas do processo de desenvolvimento da publicação.

Durante a pandemia de COVID-19, a coleta e análise desses dados intensificou a percepção de relevância, visto que o compartilhamento das informações quanto à realização de exames para diagnóstico da infecção pelo novo coronavírus pautou, por diversas vezes, a imprensa e contribuiu com avaliações epidemiológicas e tomada de decisão.

Atualmente, a área de inteligência setorial da Abramed trabalha na coleta e consolidação dos dados que embasarão o Painel Abramed – O DNA do Diagnóstico 2021. Desde a edição passada, o relatório traz uma seção específica sobre a COVID-19, pontuando todo o protagonismo do setor no controle da pandemia e no combate à disseminação do patógeno.

Associe-se Abramed

Assine nossa Newsletter

    Guia LGPD