Ações sociais do Fleury no enfrentamento da pandemia

Ações sociais do Fleury no enfrentamento da pandemia

Responsabilidade com colaboradores e investimentos em P&D são marcas do Grupo nesse período

A pandemia de Covid-19 impactou absolutamente todos os setores da economia e toda a população brasileira. A responsabilidade social tornou-se ainda mais importante para proteger a população tanto do coronavírus – através de políticas públicas e ações de saúde – quanto da crise econômica que assolou inevitavelmente o país. Nesse cenário, o Grupo Fleury atuou em algumas frentes exercendo seu protagonismo para além da medicina diagnóstica, através de uma abordagem focada em cinco pilares: Saúde Pública; Colaboradores; Filantropia; P&D; e Empresas.

Primeiramente, após um rápido desenvolvimento da metodologia de detecção COVID RT-PCR pela equipe de P&D – Pesquisa & Desenvolvimento, a empresa optou, a princípio considerando a escassez do teste no mercado, priorizar a oferta do teste, a preço de custo, para os hospitais, considerando que os pacientes de maior gravidade e que necessitavam rápido diagnóstico estavam nesse ambiente. À medida que a oferta se tornou maior, o teste foi ofertado nas unidades de atendimento do Grupo.

Segundo o Gerente Sênior de Sustentabilidade e Segurança Ocupacional do Grupo Fleury, Daniel Marques Périgo, em todo o momento buscou-se apoiar os colaboradores e familiares em função da crise sanitária e econômica decorrente da epidemia. O serviço de saúde do Grupo – Viver Melhor – foi ampliado, em especial as iniciativas de saúde mental, com a expansão das agendas de apoio psicológico (programa Acolher), ações de mindfulness, yoga, meditação, entre outras.

“Também foram oferecidas aulas online de alongamento e outras modalidades. Foram realizados mais de 130 mil atendimentos no programa Viver Melhor. Criamos também o benefício Rede de Apoio, e durante três meses ofertamos R$ 150 por criança para colaboradores com salário de até R$ 6 mil. O projeto Interestellar focou na criação de um ambiente de home office e home working saudável para a atuação dos colaboradores que trabalharam nessa modalidade, tais como auxílio energia elétrica e internet, disponibilização de equipamentos ergonômicos, etc. E o Grupo aderiu ao Movimento Não Demita, não realizando desligamentos até a data final do compromisso”, elencou Périgo.

No quesito filantropia, foram realizadas campanhas relacionadas à crise sanitária e econômica, doações de exames Covid-19 para instituições filantrópicas e governamentais, ações de voluntariado remoto para manter o espírito de solidariedade entre os colaboradores, apoio por telemedicina para comunidades que necessitavam de orientação sobre a pandemia, aportes via benefício fiscal e adesão a compromissos voluntários relacionados ao tema.

Ao longo de 2020 o Fleury investiu mais de R$ 14 milhões em pesquisa e desenvolvimento, trabalhando, inclusive, com a criação do teste de proteômica, técnica que permite uma maior estabilidade das amostras, o que é excelente para a testagem em regiões mais afastadas onde há maior tempo de transporte.

Segundo Périgo, foram desenvolvidas parcerias para validação de protocolos de medicamentos e vacinas, apoio na validação de testes de detecção de Covid-19, mapeamento soroepidemiológico da cidade de São Paulo, segunda opinião gratuita de exames de tomografia para hospitais públicos, lives e webinares para disseminação de conhecimento acerca da doença do coronavírus para médicos e população em geral.

Ainda houve validação de produtos e serviços de apoio às empresas para testagem de seus colaboradores, criação e validação de protocolos assistenciais e de retorno ao trabalho.

Algumas iniciativas do Grupo merecem destaque por atingirem mais de 40 mil pessoas, com a participação de mais de 2 mil voluntários da empresa. Confira as principais:

  • Telecorona solidário: atendimento via telemedicina, em parceria com o Hospital Sírio-Libanês, para a comunidade do bairro da Bela Vista (SP), fornecendo orientações e esclarecendo dúvidas sobre a Covid-19;
  • Campanha Corona no Paredão, Fome Não: campanha de doação financeira para aquisição de cestas digitais para comunidades no país em parceria com a ONG Gerando Falcões. A cada real doado, o Grupo Fleury dobra o valor;
  • Campanha Salvando Vidas: campanha do BNDES de apoio a hospitais filantrópicos para compra de EPIs e oxigênio medicinal. O Grupo doou R$ 1 milhão;
  • Adesão ao movimento Unidos pela Vacina: encabeçado pelo grupo Mulheres do Brasil, disseminando conhecimento e incentivando à vacinação contra a Covid-19;
  • Outubro Rosa: tradicional ação anual de abertura de unidades do Grupo em vários estados para realização de exames a pacientes sem planos de saúde, ONGs e hospitais filantrópicos;
  • Campanhas de arrecadação de alimentos e outros produtos para ONGs nos locais onde temos atuação; doação de máscaras para hospitais da Baixada Fluminense (RJ);
  • Desenvolvimento de protocolos de retorno ao trabalho para a ONG Instituto Acaia, em parceria com o Hospital Beneficência Portuguesa (SP);
  • News Solidária: news mensal para os colaboradores do Grupo com oportunidades de atuação em voluntariado remoto;
  • Adote um idoso: apoio emocional a distância para idosos em instituições de longa permanência por meio da troca de mensagens e vídeos;
  • Colabinar: ação de voluntariado de colaborador para colaborador, nas quais colaboradores podem ensinar outros sobre diversos temas;
  • Doações de testes Covid: doação ou subsídio, em parceria com empresas, para realização de exames de RT-PCR e sorologia de Covid-19 para ONGs e instituições governamentais. Foram realizados mais de 40 mil exames em 2020; e,
  • Doação de R$ 2 milhões em projetos de leis de incentivo.

A solidariedade no setor de medicina diagnóstica tem sido intensa nos últimos meses. Empresas de diversos portes e até mesmo concorrentes se uniram em prol de um único propósito.

O Fleury se aproximou de marcas como Coca-cola, Coca-Cola Femsa e Bradesco Saúde para doação de quase 25 mil exames RT-PCR ao governo do estado de São Paulo; realizou parceria com a Cielo para realização de 5 mil exames de testagem para funcionários do Instituto do Coração (InCor) e das Casas André Luiz; fez parceria com o Fundo Todos pela Saúde para realização de 11.500 exames RT-PCR para funcionários e assistidos de instituições de longa permanência no país; com Ibope Inteligência, Instituto Semeia e Todos pela Saúde para realização do perfil soroepidemiológico da cidade de São Paulo, mapeando a prevalência da infecção por SArs-COV-2 no município de São Paulo para subsidiar políticas públicas.

“Também houve parceria com o projeto Fapesp Covid-19 Data Sharing/BR, um repositório de informações clínicas da Covid-19, criado pela Fapesp, para compartilhar informações clínicas de pacientes para subsidiar pesquisas científicas; o desenvolvimento do Projeto Radvid, ação organizada por radiologistas de todo o país com o intuito de criar um banco de dados com exames de raios-X e tomografia de tórax e ajudar profissionais de saúde no diagnóstico de casos de Covid-19; e a parceria Kunumi, para desenvolver algoritmos para identificação e comparação de padrões de componentes sanguíneos avaliados em hemogramas”, completa Périgo.

Associe-se Abramed

Assine nossa Newsletter

    6° FILIS – Inscrições Abertas! Guia LGPD