Professor Dimas Covas é o homenageado da 4ª edição do Prêmio Dr. Luiz Gastão Rosenfeld

Professor Dimas Covas é o homenageado da 4ª edição do Prêmio Dr. Luiz Gastão Rosenfeld

Criado pela Abramed como um reconhecimento aos profissionais que fomentam o desenvolvimento e a melhoria da saúde no Brasil, premiação foi entregue durante a 6ª edição do FILIS

Foi na 6ª edição do Fórum Internacional de Lideranças da Saúde, a Abramed (Associação Brasileira de Medicina Diagnóstica) anunciou o ganhador da quarta edição do Prêmio Dr. Luiz Gastão Rosenfeld, criado pela entidade como um reconhecimento aos profissionais que fomentam o desenvolvimento e a melhoria da saúde no Brasil. O eleito em 2022 foi o Professor Dimas Tadeu Covas, Presidente do Instituto Butantan e do Conselho Curador da Fundação Butantan, que, assim como o médico que dá nome a premiação, é hematologista, especialidade médica diretamente relacionada à área de medicina diagnóstica. O evento foi realizado em São Paulo, no Teatro Santander, no dia 24 de agosto.

“Sem a sua atuação à frente do Instituto Butantan, não teria sido possível iniciar a vacinação de brasileiros contra covid-19 em tempo hábil. E não teríamos chegado até aqui. A população brasileira agradece, e a Abramed tem a honra de premiar Dimas Covas”, ressaltou Wilson Shcolnik, presidente do Conselho de Administração da Abramed.

No palco para entrega da homenagem esteve Cláudia Cohn, membro do Conselho de Administração da Abramed e Nydia Bacal, hematologista e viúva de Dr. Luiz Gastão Rosenfeld, que salientou sua inquietação científica, seu pioneirismo em terapias celulares que beneficiaram centenas de pacientes hematológicos e sua participação ativa na produção de vacinas virais como a da dengue e a da covid-19.

“O importante é a atitude frente a uma pandemia, que só conhecíamos em livros e que pegou a nossa geração totalmente de surpresa. A atitude de vacinar que, em 2020, vivemos. Vimos que não era só conhecimento científico; era necessária a imposição daquele momento na vacinação; era coragem; era realmente mudar a história do Brasil. É de se admirar e honrar o Dr. Luiz Gastão que também era inquieto, líder e pioneiro. Fico muito feliz pela escolha deste ano”, ressalta.

Graduado em Medicina pela Universidade de São Paulo, mestre e doutor em medicina pela mesma instituição, Dimas Covas é livre-docente da USP desde 1999. É professor titular de Medicina Clínica da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo, membro do Conselho Curador da Fundação Hemocentro, coordenador do Centro de Terapia Celular da FAPESP, coordenador do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Células-tronco e Terapia Celular, membro titular da Câmara de Hematologia e Hemoterapia do Conselho Federal de Medicina. Covas é também membro fundador, ex-presidente e atual diretor científico da Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia e Terapia Celular, editor associado da Revista Brasileira de Hematologia e Hemoterapia, editor acadêmico da Revista Close One e membro da Academia de Ciências de Ribeirão Preto. Além disso, foi ganhador do Prêmio Jabuti da Câmara Brasileira do Livro, em 2007, com o Livro Células-tronco, a nova fronteira da medicina

Na pandemia, Covas integrou o Centro de Contingência do Coronavírus do estado de São Paulo, participação que o levou a ganhar vários prêmios e ser escolhido o profissional do ano por diversas entidades e organizações de comunicação em reconhecimento ao papel desempenhado durante a pandemia de covid-19.

“É uma emoção enorme e uma satisfação imensa receber esse prêmio. Quando me formei e fiz minha residência médica, o Luiz era presidente da Sociedade Brasileira de Hematologia e Hemoterapia, e tivemos em alguns momentos de nossas vidas a oportunidade de nos relacionarmos. Agradeço à Abramed de todo coração por essa premiação”, ressaltou o premiado durante a cerimônia.

Sobre o Prêmio Dr. Luiz Gastão Rosenfeld

O prêmio foi criado pela Abramed em 2018 e leva o nome de Dr. Luiz Gastão Rosenfeld, membro da Câmara Técnica da Abramed e uma das maiores autoridades em patologia clínica e hematologia do Brasil. Seu legado influenciará por anos gestores e lideranças que militam no setor.

Entre os ganhadores das edições anteriores estão Jarbas Barbosa, da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), em 2018; Mayana Zatz, bióloga molecular e geneticista, em 2019; e Dra. Margareth Dalcolmo, médica pneumologista, professora e pesquisadora da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), em 2021.

Associe-se Abramed

Assine nossa Newsletter

    6° FILIS – Inscrições Abertas! Guia LGPD